quinta-feira, outubro 05, 2006

O desespero

Estava eu num contexto perfeitamente científico (num táxi, cujo taxista se encontrava perdido, a tentar encontrar o laboratório da CINVESTAV algures na periferia de Mérida), quando algo me invade o espírito: a magia do mais puro som pimba mexicano. Ao contrário do que possa parecer eu não estou a gozar, neste cenário é mesmo tudo científico. Ora vejamos: eu busco um laboratório para me encontrar com um investigador que vai colaborar comigo, num táxi cujo motorista palita minuciosamente os dentes com a unha do mindinho e que, quando parados num semáforo faz questão de analisar quase microscópicamente os detritos que heroicamente consegue sacar do meio dos seus dentes. Entretanto já me perdi na história (lol). Estava no contexto científico. O que é que falta? A bela da música. Sim amigos, a própria música estava no contexto mencionado. Analisemos o pouco do refrão que consegui ouvir antes de entrar em paranóia: “Tu tienes todo. Si me siento en ti! Entre cada átomo, entre cada célula viva... Eres tuuuuuuuuuu!!!!!!!” in “Tu”, Noelia. Comentários...???? Além deste post (que escrevo em tom de vénia e como um muito obrigado à pimbalhada mexicana por enveredar por um caminho tão nobre quanto a ciência), tudo o que tenho a dizer é “FDX, que a puta da música não me sai da cabeça!!!!!! Esta é a prova de que isto se trata de pimbalhada da melhor qualidade. Penso que, tal como eu, toda a comunidade científica deveria fazer uma vénia à Noelia e a génios como ela, por terem encontrado uma forma tão eficaz de fazer chegar uma mensagem científica (qualquer que seja) a todas as criaturas sem miolo que ouvem esta merda.
Não teço qualquer outro tipo de comentário, penso que não há muito mais a dizer... Aliás, já perdi tempo de mais a escrever sobre isto. Peço desculpa por partilhar isto com vocês, mas estou à espera que o “autocarro” (lol) saia da “estação” (lool) e a puta da música teima em não me sair da cabeça!!!!

É desta que piro... :S

****

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home